>A VIDA

>Estive a pensar todo este tempo naquilo que, mais ou menos, fazemos com a nossa vida.

Começamos cedo a nossa educação para sermos gente de bem.
Continuamos uma parte muito importante da nossa infância esses afazeres
E no final conseguimos um apreciado título, que nos porá “no lugar que merecemos”.

Começamos a engrossar as temidas listas do desemprego
até que definitivencontramos um trabalho.
No qual suportamos duras provas durante a fase inicial

começamos uma bonita carreira profissional cheia de atividade e trabalho
muito, muito trabalho
até que caimos exaustos.
Mas somos grandes profissionais e com grande êxito no mercado.

O tempo começa a passar e…
procuramos novos objetivos.

Encontramos o amor da nossa vida
e prometemos amor eterno.

Vem o sabido “embaraço” fruto da paixão :
E a cegonha vem ao nosso ninho de amor.

Maldita seja, outra noite em que não prego olho!

Seguimos escalando postos na vida
tentando ganhar tempo ao tempo.

Somos a estrela onde vamos
E possuímos o fruto daabundância.

Necessitamos ainda de mais horas
para ser um verdadeiro triunfador.

Mas um dia dizem-te que não precisam mais de ti…
Nesse momento pensas que vais ficar louco,
te sentes abatido

e dás-te conta que perdeste a comunicação
dás-te conta que estiveste fechado a tudo
Agora tentas agarrar o tempo para que não passe, mas escapa-te das mãos.

dás-te conta que viveste numa cortina de fumo
seguindo uma estúpida cenoura.

Convertes-te num fantasma que caminha
tentando aparar os golpes que te começa a dar a vida.

So te falta ver passar o tempo ao teu redor
até que te chegue a hora

Depois desta análise veio-me uma ideia à cabeça para pôr em prática na minha vida.

Vou levar as coisas mais na brincadeira
Vou tentar abrir o meu coração ao amor.
Escutarei mais as pessoas ao meu redor.
Aproveitarei qualquer momento para tomar algo com os amigos.
Talvez viajar.
Não sei se em Karaoke, mas creio que cantarei mais.

Irei à praia com mais frequência.
Treinarei a minha faceta de cozinheiro.
Juntar-me-ei ao calor dos amigos.
Um poquito mais de amor.
Alegrar-me-ei muito mais com as notícias dos amigos.
Buscarei metas conjuntas

Talvez também não faça mal um pouco de esporte.
“Bom, pode parecer estranho mas sou muito carinhoso”.
Cooperar para limpar o mundo de desperdícios.
Uns copinhos não farão mal. HIP!
O que quero de verdade é que não me mostrem o cartão vermelho
quando chegar a minha hora.

Não sei se valerá ou não para alguma coisa, mas o que sei, é que eu pelo menos, passarei bem o tempo, e talvez aproveitarei mais como ele realmente é… Fugaz e tão rápido que quando menos esperamos ele já se foi…

NÃO TE PARECE?

Autor Desconhecido (apresentação Power Point)

Esse post foi publicado em VIDA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s